INTENSIVO PARA ATORES - O olhar do griot e o oficio do ator

Ministrante:

Isaac Bernat

O que é:

A partir dos anos de convivência com o griot africano Sotigui Kouyaté, a oficina pretende investigar o papel que o ato de contar histórias individualmente e em grupo pode ter no reconhecimento da identidade do ator, bem como na afirmação e no fortalecimento de sua autonomia criadora. A oficina é fundamentada na convivência de 10 anos com Sotigui Kouyaté que originou a minha tese de doutorado: “O olhar do griot sobre o ofício do ator: uma reflexão a partir dos encontros com Sotigui Kouyaté”. A tese deu origem ao livro “Encontros com o griot Sotigui Kouyaté”. Os griots têm uma função indispensável na África Ocidental, pois são a memória do continente africano. Os griots são sábios itinerantes, conselheiros dos reis e de chefes tradicionais, mediadores e mestres de cerimônias em todas as épocas. Conhecidos como mestres da palavra são também, cantores, músicos e contadores de história.

METODOLOGIA

Através de exercícios específicos que buscam resgatar a sensibilidade perdida no cotidiano, o curso pretende expandir a percepção individual de cada aluno bem como valorizar a noção de grupo através de um Encontro pleno entre os participantes. Além dos exercícios, haverá um trabalho focado na figura do contador de histórias que está na base de qualquer tipo de atuação. Através de exercícios de percepção, escuta, sensibilização e presença, o aluno experimentará as possibilidades inseridas no ato individual de contar uma história, conto ou parábola, ao mesmo tempo em que terá a oportunidade de mergulhar nas questões que surgem ao se tornar um dos elementos do grupo durante uma contação coletiva.

PROGRAMA

- Vídeo sobre o griot Sotigui Kouyaté
- Exercícios de sensibilidade, escuta e jogo-relação.
- Histórias, contos e provérbios
- Apresentação final Roda de histórias.

Público-alvo:

Atores e não atores.

Currículo do ministrante:

Isaac Bernat é brasileiro tem 57 anos, é ator, diretor e professor de teatro na Faculdade CAL de Artes Cênicas. Doutor em Teatro pela UNIRIO, fez tese de doutorado sobre o griot africano e ator do grupo de Peter Brook, Sotigui Kouyaté. A tese deu origem ao livro, “Encontros com o griot Sotigui Kouyaté.”

Está em Cartaz emSP com a Peça Céus do autor libanês Wajdi Mouawad.

Entre a peças que dirigiu destacam-se: “Então”, de Michel Robim, “Filhote de Cruz Credo” de Fabricio Carpinejar, adaptação de Eduardo Katz, ”Por Amor ao Mundo, um Encontro com Hanna Arendt” de Marcia Zanelatto, Desalinho”, de Marcia Zanelatto”, “Lili – uma história de circo” de Licia Manzo, “Deixa Clarear”, de Marcia Zanelatto, “Calango Deu – Os Causos de Dona Zaninha” de Suzana Nascimento; “Querida Helena Sergueievna”, de Ludmila Razoumovskaia; “Filhote de Cruz Credo” de Eduardo Katz, adaptação do livro homônimo de Fabricio Carpinejar ”O Diário de Anne Frank”, de Michael Cohen Enid Futterman e Sherazade, de Suzana Abranches.
Como ator seus últimos trabalhos são: “Agosto” de Tracy Letts, direção de Andre Paes Leme, no OI Futuro Flamengo.”Céus” de Wajdi Mouawad, direção de Aderbal Freire Filho “Incêndios” de Wajdi Mouawad, direção de Aderbal Freire Filho. “Cara de Fogo” do alemão Marius Von Mayenburg. no Teatro 3 do Centro Cultural Banco do Brasil(CCBB), com direção de Gerogette Fadel. “Jantando com Isabel” de Furio Lonza, direção de Henrique Tavares; “Mulheres Sonharam Cavalos” de Daniel Veronesi, direção de Ivan Sugahara; “Mão na Luva” de Vianinha, direção de Rubens Camelo;“Língua Solta” monólogo de Miriam Halfim, direção de Xando Graça; “A Arte de Ter Razão” de Manoel Prazeres, direção de Vitor Lemos; “Cine-Teatro Limite” de Pedro Bricio; “A Falecida” de Nelson Rodrigues, direção de João Fonseca.
Em Cinema atuou nos filmes: “Romance de Geração”, direção de David França Mendes (2008); “Achados e Perdidos”, direção de José Joffily (2005); “Lost Zweig”, direção de Silvio Back (2002);
“Forall” de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz (1996) e “Sonho de Valsa”, direção de Ana Carolina.
Na TV Globo fez inúmeros trabalhos entre os quais “Malhação” (2010/2009), direção de Mario Marcio Bandarra; os seriados “A Grande Família”, “Força Tarefa”, “Carga Pesada” e “A Diarista” e os programas “Faça sua História” e Linha Direta Justiça “O Caso Rio Centro”
Doutor em Teatro pela Unirio e professor de interpretação da Faculdade Cal.
Publicou em 2013 o livro “Encontros com o griot Sotigui Kouyaté” pela editora Pallas.

INDICADO ao prêmio Mambembe Infantil de ator em 1986,1994 e 1997.
INDICADO ao PREMIO APTR de 2014 como ator Coadjuvante por INCÊNDIOS.
INDICADO AO PRÊMIO APLAUSO COMO ATOR COADJUVANTE EM INCÊNDIOS
INDICADO AO PRÊMIO FITA DE 2014 DE MELHOR DIREÇÃO POR “CALANGO DEU”
INDICADO AO PRÊMIO CBETIJ 2016 DE MELHOR DIREÇÃO POR “FILHOTE DE CRUZ CREDO”
PRÊMIO COCA-COLA DE MELHOR ATOR DE 1995 por “As Aventuras de Pedro Malazartes”
PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL de 2014 DE MELHOR ATOR POR INCÊNDIOS.
PRÊMIO ZILKA SALABERRY DE 2014 DE MELHOR DIREÇÃO POR LILI, UMA HISTORIA DE CIRCO
PRÊMIO APLAUSO DE MELHOR ELENCO DE 2014 com Incêndios .

Detalhes do Curso

  • Pré-requisitos:
    Experiência prévia em teatro
  • Período:
    22, 24, 29 e 31 de janeiro de 2018
  • Frequência:
    Segundas e quartas
  • Horário:
    das 19h às 22h
  • Preço com desconto:
    360,00

400,00 à vista

ou 2x 250,00 = 500,00
Inscreva-se